NOSSA CIDADE / História

História de Santo Antônio da Platina


Vide Bibliografia 
   
Origem do Nome

O nome do povoado de Santo Antônio encontra-se em mapas do estado do Paraná, desde 1896, sua mais antiga e provável inserção cartográfica oficial. Encontram-se documentos recusando outros nomes para a cidade e município como, por exemplo, Platinópolis; porém, em entrevistas com descendentes de famílias pioneiras (tradição oral, pois) nunca se citou outro nome senão Santo Antônio da Platina, única denominação oficial.

"O mesmo não se afirme com relação ao pretenso povoado de Santo Antônio, que se tornou o bairro rural Patrimônio Velho" (I.P.C.)

De onde vem tal denominação? Das explicações encontradas, eis o resumo do que representantes de algumas famílias estabeleceram:

Pedreiros:
Na família, eram quatro Antônios: o sogro, a sogra, o pai e um primo. Chegaram a uma água muito clara, límpida que parecia a prata. Os Antônios, a água e a prata . . . Daí, Santo Antônio da Platina.

Messias:
O povoador, devoto de Santo Antônio, vendo a água que corria da serra da Pedra Branca e brilhava muito quando batia o sol, deu ao povoado o nome de Santo Antônio da Platina .

Albanos:
O fundador chegou ao Patrimônio Velho e acreditou que, na serra da Pedra Branca, havia platina. Isto fez com que várias pessoas chegassem lá à procura do minério. Quando descobriram que não era o que procuravam, tentaram abandonar a idéia, mas já se havia instituído um povoado próximo com o nome de Santo Antônio da Platina.

Para outros:
O nome fora sugerido por autoridade de Jacarezinho e se constituiu numa analogia aos povoados e bairros de então: Prata, Ouro Grande e Ourinho.

Famílias Pioneiras e Sua Época de Chegada (I.P.C.)

"Antes de 1880: Gomes Pinheiro Velloso, de Deus Lima, Pinto da Fonseca, Oliveira Trindade, Moraes Cunha, Leonel Graciano, Garcia Bueno /Theodoro da Silva,  Costa Leme, ... ;

1880: Gonçalves Pedreiro (... Garcia, ... da Silva);

1881: Cézar de Oliveira;

1883: Silvério da Cruz (. . . de Oliveira);

1884: Gonçalves Preto/Gonçalves Costa;

1885: Gonçalves França/Cunha França, Domingues Damasceno/Theodora de Araújo/Pinto Damasceno, Rodrigues Pimentel/Monteiro Pimentel/Toledo Pimentel;

1886: Costa Bueno(Bueno da Costa)/Pinto; 

1887: Flávio Rodrigues ( os Flávios );

1888: Ribeiro de Carvalho; 

1889: Baptista (Correia) / Benevenuto (Minuto)

1890: Silva e Souza/Wenceslau da Silva/Justino da Silva (os Silvas), Moraes Peixe, Oliveira Motta, Pereira da Silva (Moysés);

1891: Pinto Cardoso, Pereira de Castro (os Messias) / Vieira Gusmão/Cristino Freire, Machadinho, Ribeiro do Couto (Zé Maria) / Souza Rocha;

1893: Lopes Galvão/Drago (Boava), Moraes Paulista, Pereira de Araújo;

1894: Rodrigues de Mendonça;

1895: Silva Capucho,  Guasque;

1896: Eugênio Ferreira, Serafim Oliveira (Mané), Leite da Silva, de Paula Marques, Rusolen (Rosolém),  Brisolla Veado,  Mascaro (Mascari),  Marciano Leite (Ferreira Leite, Tenente),  Candinho Mococa,  Dias dos Reis/Dias de Oliveira;

1897: Lemes da Silva,  Isidoro Gonçalves(Izidoro, Izidório)/Proença, Rodrigues Gomes/Celestino Rodrigues, Cunha Tavares;

1898: Rodrigues do Prado/Pinto Ribeiro/Corrêa da Cruz,  Gonçalves Calheiros,  Pereira da Silva (Silva Machado, Pereira de Souza),  Pimentel, Xavier do Valle (... da Silva),  Ribeiro Mendes/Ribeiro da Motta,  Fernandes Maciel/Wenceslau Fernandes/Bernardes da Silva, Coelho (Souza Coelho, Coelho de Souza, de Paula Coelho),  Eloy Tavares,  Arcanjo,  Rodrigues de Oliveira (Generoso),  Firmino(Fermino);

1899: Silvério de Almeida;

1900: Díaz Palma(Dias Palmas),  Venerando(Tomás),  Felisbino de Godoy, Domingos(Domingues) Faustino;

1901: Carlos de Lima (Carro), Estrangeiro da Silva;

1902: Ribeiro de Campos,  Ignácio Cyrino, Villas Boas de Carvalho (Jorge); 

1903: Honoratinho Fernandes, Palmeira (Palmieri),  Ignácio Adão, Francisco de Almeida(Olegário);

1904: Pereira da Silva (da terra branca - Pereiras),  Pinto (... de Moraes, ... Ribeiro),  Moreira da Cunha, Albano, Cyrillo Baptista (Floriano), Nepomuceno da Silva;

1905: Xavier de Araújo/Pimentel de Araújo, Galdino Ribeiro, Lopes Pinheiro, Tristão/Vieira de Azevedo, Gregório Carneiro;

1906: Gonçalves da Silva (do Camarista), Alves do Nascimento (Aleixo),  Ferreira Barbosa;

1907: Theodoro Rodrigues, Alves Barreto;

1908: Domingues de Almeida,  Castilho (Paraibuna);

1909: Claro de Oliveira/Zimmermann,  Pievani, Rodrigues de Oliveira (Ângelo ou Anjo);

1910: Dutra da Silva, Custódio Alves, Dimas de Barros, Infante Vieira;

1911: Levatti/Assolari/Guidelli;

1912: Ferreira Dias/Dias Baptista(Caboclo) Quadros/Laranjo/Theodózio Brígido,  Pimenta Brito (Brito Pimenta),  Tertuliano (Tértu)/Arantes/Pereira,  Pereira da Silva (Theóphilo)/Eleutério;

1913: Gomes/Lomba/Gomes Lomba,  Bruno,  Theodoro de Mello,  Eduvirges(Ferro),  Veiga/Pimentel,  Alves dos Reis, Nassar;

1914: Vianna (Remígio),  Cuja." (I.P.C.)

Síntese Histórica do Município de Santo Antônio da Platina

Registra-se como um marco histórico a fundação do município de Santo Antônio da Platina, pois as adversidades encontradas pelos pioneiros foram muitas, sendo a conquista deste espaço escrita a suor, lágrimas e sangue. Hoje, os platinenses orgulham-se de seu passado de lutas e louvam seus pioneiros. As primeiras famílias chegaram por volta de 1880, vindas algumas em comitivas, para tomar posse de terras conseguidas junto ao governo ou adquiridas de particulares. A História regional mostra-nos que, antes da efetiva ocupação da localidade, alguns fatos movimentaram a região e nomes como o de ANTÔNIO PINTO DA FONSECA  (o fundador do povoado) tornaram-se familiares aos ouvidos dos desbravadores.

Uma pequena povoação formou-se nas proximidades das fraldas do morro do Bim, entre os ribeirões do Boi Pintado e da Aldeia, onde, mais tarde, floresceu a cidade de Santo Antônio da Platina. Em 6 de abril de 1900, através da Lei nº 358, o Estado do Paraná concedeu área de 250 hectares de terras, para servidão pública dos habitantes da povoação. No ano seguinte, a Lei nº 1, de 7 de janeiro, do município de Nova Alcântara (atual Jacarezinho) criou o Distrito de Paz no patrimônio de Santo Antônio da Platina.

Em 31 de março de 1914, pela Lei Estadual nº 1424, sancionada pelo Presidente do Estado do Paraná, Carlos Cavalcanti de Albuquerque, foi criado o município de Santo Antônio da Platina, com território desmembrado do município de Jacarezinho, cuja instalação se deu em 20 de agosto do mesmo ano, ocasião em que foram empossados: o primeiro Prefeito Municipal. Evergisto Alves Capucho (ten.-cel. da G.N.), e a primeira Câmara Municipal, composta pelos camaristas (vereadores): Rodolpho Eugênio Ferreira (eleito Presidente), Américo Olympio do Prado, Antônio Lopes Galvão, Francisco da Silva Machado, Joaquim Gonçalves da Silva e Josino Monteiro Pimentel.

"Em 1923, pela Lei Estadual nº 2193, de 23 de março, criou-se o Termo de Santo Antônio da Platina, possibilitando a instalação do Juízo Municipal em 30-10-1926." (I.P.C.)

Pela Lei Estadual nº 2657, de 12 de abril de 1929, sancionada pelo Presidente do Estado do Paraná, Affonso Alves de Camargo, a sede municipal foi elevada à categoria de cidade, graças à criação da comarca, instalada em 24 de maio do mesmo ano.

A partir desse período, verificou-se notável progresso no município, com a edição de obras públicas e melhoramentos dos serviços de comunicação e transporte.

Ao longo de sua história política, o município sofreu desmembramentos territoriais, de onde brotaram os municípios de: Affonso Camargo (Joaquim Távora), Abatiá, Cinzas (Jundiaí do Sul) e Ribeirão do Pinhal.

Consulta Bibliográfica e Pessoal:

-  Santo Antônio da Platina - Pioneiros e Desbravadores (pesquisadores: Cezar Laranjo Crespo, Ivone Mendes de Souza Tanko, Luciano Dias de Oliveira Reis e Sônia Regina Gatzk Moreira)

-  O Paraná e seus Municípios (FERREIRA, João Carlos Vicente)

-  Histórico de Santo Antônio da Platina - (IBGE - Monografia n289 - Ano: 1965)

- Pesquisa Histórica Mesorregional - CASTRO, Prof. Israel Pereira de (I.P.C.)

 

 

Galeria de Vídeos

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: Segunda a Sexta das 08:00 às 11:30 e das 13:00 às 17:30.

 PRAÇA NOSSA SENHORA APARECIDA, s/nº - CEP: 86430-000

 (43) 3534-8700

 prefeitura@santoantoniodaplatina.pr.gov.br

Última atualização do site:   17/08/2018 17:32:12